Gilberto Viola (PSDB) falou sobre postos de saúde. “O vereador Toni Zibordi se referiu aos insistentes pedidos que fizemos ao ex-prefeito Zeca Bene para a construção de dois postos de saúde: Jardim Brasil e Jardim Vitória. Na verdade, nós pedimos ao então prefeito Zeca Bene três postos de saúde (Jardim Brasil, Jardim Vitória e Carvalho Pinto), ao que o Zeca respondeu que não teria condições de fazer todos no seu mandato, mas, se tivesse sido reeleito, faria um posto de saúde no Carvalho Pinto”.
Viola disse também que, na próxima segunda-feira (9 de setembro), falará sobre a “triste realidade do desenvolvimento de nossa cidade nos últimos 40 anos”.
Considerando que o município recebeu, em doação, um equipamento de tomografia computadorizada para a Secretaria Municipal de Saúde há aproximadamente 50 dias, Viola, juntamente com os vereadores Cristina Brandão Domingues, Adriano Salvi, Maria de Lourdes Santiago e Marquinho Rocha, quer saber qual hospital fez a doação, quando foi doado, qual o custo para a instalação do equipamento, qual o custo mensal de manutenção do aparelho, onde será instalado, quem será o médico radiologista responsável pelos laudos, a equipe que será responsável pelos exames, a previsão de início dos exames, qual a demanda por exames de tomografia computadorizada, fornecendo cópia da lista de espera por nome, posto de saú ;de, especialidade médica, data de ingresso na fila, se é urgência e se foi encaminhado para referência.
Sobre o transbordo do lixo, o transporte dos resíduos domiciliares e comerciais e a destinação final do lixo em aterro sanitário devidamente licenciado, cujas respostas não foram dadas a contento pela Prefeitura, Viola, juntamente com os vereadores Cristina Brandão Domingues, Adriano Salvi, Maria de Lourdes Santiago e Marquinho Rocha, pede cópia do certificado de destinação final de resíduos emitido pelo aterro receptor de 2018 e 2019, relação dos equipamentos e veículos utilizados pela empresa responsável pelo transporte dos resíduos, cópia dos tickets de pesagem tanto da origem quanto da destinação final de 2018 e 2019, cópia de todos os contratos assinados com a empresa União Recicláveis Rio Novo Lt da., informação do motivo da mudança da destinação final do lixo de Pinhal, que estava sendo depositado em  Arceburgo (MG) e, agora, voltou a ser em Paulínia, e cópia do parecer favorável do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) para o empreendimento já existente: nova estação de transbordo de resíduos domiciliares em construção desde 2016.
Viola indica a necessidade de limpeza, manutenção e melhoria na quadra de esporte do Carvalho Pinto e pede que a Prefeitura estude a possibilidade de incluir sugestões da Sra. Maria Auxiliadora Cardoso de Lima para a realização da Festa do Café em maio de 2020, caso o evento venha a acontecer.


Cristina Brandão Domingues (MDB), durante a participação do secretário de Saúde, Jhonny Laurindo, e da coordenadora de saúde, Gisele Biondo, na sessão de segunda-feira (2 de setembro),
questionou alguns dados a respeito do seu funcionamento, quando falaram que não se pode tirar dinheiro das unidades básicas de saúde para colocar na UTI. “Isso induz as pessoas a achar, no meu ponto de vista, que, para começar a UTI, teria de tirar dinheiro dos postos de saúde, o que não é verdade. A UTI deverá funcionar inicialmente com 4 leitos a um custo mensal de mais de R$ 230 mil. Entendo a preocupação da administração municipal, que é legítima, com o custeio da UTI ao longo do tempo. O orçamento da saúde é da ordem de R$ 33 milhões, que prevê o funcionamento das unidades básicas de saúde, os convênios do município com o hospital, o pronto atendimento municipal, as cirurgias ele tivas, os plantões médicos de disponibilidade e o plantão da maternidade, então quem foi que disse que o município tem de tirar dinheiro dos postos de saúde pra colocar na UTI, porque isso não partiu da Câmara Municipal. Por exemplo, o dinheiro que o Legislativo devolve todo ano à Prefeitura (entre R$ 250 mil e R$ 300 mil) pode ser usado na UTI, o prefeito pode ainda, se desejar, tirar da dotação do seu gabinete ou de outros setores, mas não das unidades básicas de saúde. Ou seja, é o prefeito que vai determinar essa prioridade. Também é importante lembrar a fala do prefeito na audiência pública sobre a UTI, quando garantiu que assim que o estado mandar o dinheiro a Prefeitura já entra com os R$ 70 mil por mês para início de funcionamento da UTI. É isso que precisa acontecer, ela iniciando os problemas vão surgin do e as soluções também. Com o empenho de todos, vamos vencer essa luta, não importa se é uma vida de Pinhal a ser salva, se for uma vida de Pinhal para ser salva, para mim vale a pena”.
Sobre o restauro da antiga estação ferroviária, que abrigou por muito anos uma loja de adubos e defensivos agrícolas da Coopinhal, a vereadora informou que laudo da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) atestou a não contaminação do local, que o FID (Fundo de Interesses Difusos) prorrogou o convênio com a Prefeitura por mais um ano e que a empresa vencedora da licitação deve iniciar as obras o mais rápido possível para atender ao anseio da população e, depois de restaurado, será um importante espaço para diversas atividades culturais”.
Em relação às casas populares no Morro Azul, quando foi anunciado pelo prefeito o entendimento entre Sabesp e CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) visando à formalização de convênio para que o futuro conjunto habitacional Paulo Klinger Costa possa ser dotado de rede de água e esgoto, Cristina destacou que quase duas mil famílias necessitam de casa própria, já que pagam aluguel caro e muitos moram em fundo de quintal. “É muito importante que a administração municipal consiga dar início a essas primeiras 265 casas populares (de um total de 600 moradias). É bom lembrar que, para ser doado o terreno (26 alqueires) para a construção de casas populares, consta em documento que a Sabesp deu parecer dizen do ser possível a construção de rede e água e esgoto no local e, quando da renovação do contrato do serviço público de água e esgoto em Pinhal, a concessionária apresentou um plano de investimento, mas que, até o momento, alguns projetos orçados em valores altos não foram feitos, como no bairro Agreste. Portanto, a Sabesp não fez nada mais que sua obrigação de atender Pinhal em relação à construção de rede de água e esgoto no Morro Azul”.                    
Ela pede informações sobre o valor arrecadado mês a mês, de 2017 até a presente data, referente ao ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) bem como em relação ao equipamento de tomografia computadorizada doado para a Secretaria Municipal de Saúde há aproximadamente 50 dias. Ela e outros vereadores querem saber qual hospital fez a doação, quando foi doado, qual o custo para a instalação do equipamento, qual o custo mensal de manutenção do aparelho, onde será instalado, quem será o médico radiologista responsável pelos laudos, a previsão de início dos exames, qual a demanda por exames de tomografia computadorizada, fornecendo cópia da lista de espera por nome, posto de saú de, especialidade médica, data de ingresso na fila, se é urgência e se foi encaminhado para referência.
Cristina e outros vereadores pedem novas informações sobre o transbordo do lixo, o transporte dos resíduos domiciliares e comerciais e a destinação final do lixo em aterro sanitário devidamente licenciado, cujas respostas não foram dadas a contento pela Prefeitura. Solicitam, dentre outros detalhes, explicação do motivo da mudança da destinação final do lixo de Pinhal, que estava sendo depositado em Arceburgo (MG) e, agora, voltou a ser em Paulínia.


 






José Eduardo Martins de Souza (Du/PSD) falou sobre casas populares. “A gestão passada assinou uma obrigação de que a Prefeitura teria de investir R$ 10 milhões para a infraestrutura do conjunto habitacional Paulo Klinger Costa no Morro Azul. Sabe quando a Prefeitura teria condição de investir quase 10% do seu orçamento? Nunca. A gestão do prefeito Sergio Del Bianchi Junior trabalhou bastante no sentido de fazer a Sabesp assumir a construção da rede de água e esgoto no local. Agora, ela vai assinar convênio com a CDHU com esse objetivo. Ao todo, serão 600 casas populares, sendo na primeira fase 265 moradias. Vamos acompanhar todo esse processo e eu assumo o compromisso de trazer mensalmente a esta Casa de Leis informações sobre esse assunto. Vamos torcer para tudo dar certo e da forma mais rápida possível”.      
O vereador falou sobre iluminação pública. “Precisou do serviço de troca de lâmpada o morador pode ligar para o 3651-9699. “Antigamente, gastava-se uma fortuna com empresa terceirizada para trocar lâmpada e não se trocava de forma adequada. Hoje em dia, não há mais esse custo porque o serviço é feito por funcionários da Prefeitura e está sendo mais bem prestado”.   
Du falou ainda do comentário surgido na audiência pública da UTI sobre a hipótese de se tirar dinheiro dos postos de saúde para aplicar na UTI. “Se não tivéssemos esse apoio do governo estadual para iniciar o funcionamento da UTI até que o governo federal faça o seu credenciamento, a Prefeitura não iria ter todo o recurso pra bancar e teria de tirar de outro setor. O que ela tem, a duras penas, são os R$ 70 mil mensais previstos no orçamento”.
Du pede o tapa-buracos na vicinal Pinhal/Albertina e na estrada de acesso ao bairro de Santa Luzia, com a máxima urgência.
Du solicita a realização de estudo no sentido de ser disponibilizado aplicativo de celular para que as pessoas possam solicitar serviços públicos e ter acesso a notícias da Prefeitura, guia de telefones etc.
Ele parabeniza a dupla pinhalense William & Dorta pela participação na Festa do Peão de Barretos no dia 23 de agosto. “Dois anos de carreira foram suficientes para o público reconhecer o talento da dupla. Juntos desde 2017, os amigos de infância têm “Ironia” como uma das músicas mais conhecidas e que faz parte do primeiro EP (gravação em disco de vinil, formato digital ou CD que é longa demais para ser considerada um single e muito curta para ser classificada como um álbum musical) lançado este ano.
Du parabeniza a empresa PWRD by Coffee, em nome dos sócios proprietários Amanda, Estela, Horácio e Carlos Alexandre Aliperti e Horácio Ferreira da Silva Neto, pela participação na Feira Crossfit Games realizada na cidade americana de Madison (Chicago). “Este é o evento mais importante para o crossfit, de aproximadamente 4 dias, que atrai pessoas do mundo todo para assistir aos melhores atletas que concorrem a vários prêmios”.


Marquinho Rocha (MDB) falou sobre recapeamento de ruas. “O serviço parou de novo, falta ainda concluir 4 ruas de um total de 15, que foram licitadas em 2017. É desanimador, as coisas não andam e as pessoas me perguntam quando o serviço será finalizado. A verba foi conseguida em 2016 pelo deputado federal Arnaldo Jardim (PPS)”.
Marquinho requer as seguintes informações sobre as piscinas públicas: a) Quando foi realizada a última manutenção nas piscinas públicas (estádio municipal Fernando Costa, da Dinda e do Raspadão), b) Qual o gasto mensal com a manutenção e c) Qual o cronograma de funcionamento das piscinas. “E que o prefeito melhore até o final de seu mandato as praças esportivas”.
Considerando que o município recebeu, em doação, um equipamento de tomografia computadorizada para a Secretaria Municipal de Saúde há aproximadamente 50 dias, Marquinho, juntamente com o presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, e os vereadores Cristina Brandão Domingues, Adriano Salvi e Maria de Lourdes Santiago, quer saber qual hospital fez a doação, quando foi doado, qual o custo para a instalação do equipamento, qual o custo mensal de manutenção do aparelho, onde será instalado, quem será o médico radiologista responsável pelos laudos, a equipe que será responsável pelos exames, a previsão de início dos exames, qual a demanda por exames de tomografia computadorizada, fornecendo cópia da lista de espera por nome, posto de saúde, especialidade médica, data de ingresso na fila, se é urgência e se foi encaminhado para referência.
Sobre o transbordo do lixo, o transporte dos resíduos domiciliares e comerciais e a destinação final do lixo em aterro sanitário devidamente licenciado, cujas respostas não foram dadas a contento pela Prefeitura, Marquinho, juntamente com o presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, e os vereadores Cristina Brandão Domingues, Adriano Salvi e Maria de Lourdes Santiago, pede cópia do certificado de destinação final de resíduos emitido pelo aterro receptor de 2018 e 2019, relação dos equipamentos e veículos utilizados pela empresa responsável pelo transporte dos resíduos, cópia dos tickets de pesagem tanto da origem quanto da destinação final de 2018 e 2019, cópia de todos os contratos assinados com a empres a União Recicláveis Rio Novo Ltda., informação do motivo da mudança da destinação final do lixo de Pinhal, que estava sendo depositado em  Arceburgo (MG) e, agora, voltou a ser em Paulínia, e cópia do parecer favorável do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) para o empreendimento já existente: nova estação de transbordo de resíduos domiciliares em construção desde 2016.
O vereador pede a troca de lâmpada na rua Dr. Abelardo Vergueiro César, nº 74, em frente ao Instituto Bezerra de Menezes.
Marquinho solicita o tapa-buracos na estrada Pinhal/divisa com Jacutinga (MG), considerando que a vizinha cidade mineira irá inaugurar o asfaltamento do trecho mineiro da vicinal Pinhal/Jacutinga no dia 16 de setembro, que muitos pinhalenses usam a estrada para trabalho e que já houve alguns acidentes por lá.
O vereador leu resposta de requerimento sobre os gastos do evento Arraiá na Praça. “No total, foram gastos aproximadamente R$ 12 mil por um dia de festa. Não sou contra a realização de festas, mas fiquei surpreso com alguns gastos, como o da equipe de som e luz (R$ 7,8 mil), banda (R$ 3,3 mil), Ecad (direitos autorais das músicas/R$ 490) e prestação de serviço de som volante (R$ 290)”.


Milena de Souza Lima Paulista (PSD) falou sobre casas populares destacando o recente entendimento entre a Sabesp e a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) visando à formalização de convênio para que se possa construir a rede de água e esgoto no Morro Azul. Inicialmente, prevê-se a construção de 265 moradias de um total de 600. “Gostaríamos também de agradecer as gestões que contribuíram com esse projeto desde os ex-prefeitos Paulo Klinger Costa, Marilza Roberto da Costa e José Benedito de Oliveira (Zeca Bene) e agora, depois de tantas reuniões, o prefeito Sergio Del Bianchi Junior anunciou o acordo entre a Sabesp e a CDHU para que as obras de infraestrutura sejam feitas no lo cal, livrando a Prefeitura de um gasto entre R$ 8 milhões e R$ 12 milhões, como fora previamente definido em convênio assinado na gestão passada. Já o novo convênio deverá ser assinado nos próximos dias. A construção das 265 casas será um ganho para a cidade e para a população, principalmente àquela que ganha salário mínimo (hoje, R$ 998) e paga aluguel de R$ 800, R$ 900. Parabéns a todos que se envolveram nesse processo”.
Sobre a feira gastronômica noturna, a vereadora informou que alunos dos cursos de Administração e de Logística da Escola Agrícola, coordenados pelos professores Pascoal Martinez e Felipe Cunha, em parceria com a Prefeitura e o Sebrae, fizeram “uma bela pesquisa de campo sobre a feira levando em consideração vários aspectos: cidade de origem dos visitantes, a faixa etária, qual o motivo de vir à feira, do que mais gostou (incluindo as atrações musicais), a variedade e qualidade dos alimentos, a organização das barracas, limpeza, banheiros, como a feira poderia ser melhorada e qual o valor a ser gasto no evento. É uma pesquisa muito bacana e interessante. Gostaria de parabenizar todos os envolvidos nesse trabalho”. Milena destacou ain da que o secretário estadual de Agricultura, Gustavo Junqueira, esteve nesta quinta-feira (5 de setembro) visitando Pinhal e participando da feira.
A vereadora falou também da inauguração da biblioteca na EMEB Adelino Guarinelo, no bairro Hélio Vergueiro Leite, ocorrida no dia 9 de agosto. “A Biblioteca recebeu os nomes de Benedita Pedroso Bonifácio (falecida em 2018) e Neuza Maria Januário Vieira (falecida este ano), funcionárias municipais que sempre trabalharam na escola com o maior comprometimento e respeito por aquela comunidade —e ambas moravam no bairro. Parabéns aos familiares, aos que participaram do evento e às crianças que fizeram uma linda apresentação. Lembro que pássaros têm asas, homens têm livros. Isso é motivo de alegria e aplauso a toda a comunidade”.
Milena parabenizou o diretor municipal de Esporte e Lazer, João Bertoldo Sobrinho, pela realização dos jogos estudantis. “É um evento importante porque o esporte e a educação são um elo para tirar crianças e adolescentes do caminho das drogas e da criminalidade. Esse tipo de iniciativa procura incentivar os jovens a praticar mais esportes, o que é saudável”.
Milena pede, com urgência, a reforma e reparo da ponte localizada na rua Adolfo Líbano, abaixo do nº 54, no Jardim do Trevo. “É de extrema necessidade  que façam a reforma a fim de que o local fique seguro e os moradores possam ficar despreocupados com essa situação”.

Toni Zibordi (PSD) esclarece que sempre defendeu e defende os postos de saúde da cidade e a saúde como um todo. “Ninguém aqui da Câmara Municipal é contra a construção de postos de saúde. Sempre fui a favor até porque a UBS do Jardim Vitória foi inaugurada na gestão do ex-prefeito Zeca Bene, que um dia me chamou ao seu gabinete para dizer que daria o nome do meu pai Antonio Arquideu Zibordi (Toninho Zibordi) a esse posto de saúde em consideração ao fato de eu e o Viola sempre pressionarmos o então prefeito a fazer esse posto de saúde e o do Jardim Brasil para atender à demanda desses bairros e de outros próximos e agradeço por isso. Meu pai também trabalhou em prol da saúde da população”.   
Toni disse ter ficado contente com a notícia dada pela atual administração do entendimento entre a Sabesp e a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) visando à formalização de convênio para que se possa construir a rede de água e esgoto no Morro Azul para a construção de casas populares. Prevê-se inicialmente a construção de 265 casas de um total de 600.
Ele pede informação sobre a quantidade de pacientes que estão na lista de espera para o tratamento de neoplasia maligna (câncer).
Ele requer informação se existe previsão para a realização do casamento comunitário em 2019 ou em 2020, considerando o pedido de muitas pessoas para a sua realização.
Toni solicita informação se existe previsão para a realização da Festa Nacional do Café em 2019 ou em 2020, considerando a tradição desta festa, a parceria com as entidades assistenciais do município e o pedido da população.
O vereador sugere o fechamento do canteiro localizado na avenida dos Trabalhadores, nas proximidades da rua Mário Soares de Oliveira, visando impossibilitar os motoristas que vêm da rua Sebastião Paschoal Scannapieco de entrar na contramão da rua Mário Soares de Oliveira, bairro São Judas Tadeu.
Toni pede a colocação de dois redutores na avenida 9 de Julho: um nas proximidades do poliesportivo central e outro em frente à Casa da Agricultura, bem como realizar a pintura da faixa de pedestre ali existente, considerando que os veículos transitam em alta velocidade no referido local.
Ele solicita a troca de lâmpadas queimadas na rua Geraldo Signorini, em frente ao nº 420, Monte Alegre (Mecânica do Fuzeto); na rua Pedro Dalvio, nº 95, Hélio Vergueiro Leite; e na avenida Romualdo de Souza Brito, nº 485, solicitando ainda a poda de árvores na referida avenida.

Vavá Mecânico (PSD) pede que seja oficiado à Sabesp requerimento no sentido de refazer o serviço executado na rua Avelino Moutinho, em frente ao nº 147, Jardim Santa Rita, considerando que o reparo já foi realizado, mas acabou cedendo, estando o buraco bem abaixo do nível do asfalto, dificultando o trânsito de veículos e motos no local.
Vavá quer saber quando serão adotadas providências quanto à melhoria no escoamento de água da rua Stefano Martini, Vila São Pedro, uma vez que, com o recapeamento da citada via pública, fecharam a valeta ali existente que fazia tal função e, em dias de chuva, a água entra na residência de nº 95.
Ele indica a necessidade de colocação de placa de direção única na rua Fioravante Bastoni, no cruzamento com as avenidas Rafael Gualda Garcia e José dos Reis Pontes, indicando direção única para a avenida José dos Reis Pontes. “Indico também a necessidade de se colocar placa de identificação do nome da rua Fioravante Bastoni”.
Vavá solicita a pintura da faixa amarela na avenida Oliveira Mota, mais precisamente próximo ao farol, com o objetivo de facilitar a entrada de veículos para a rua Prefeito Lessa, sentido Fórum.
Ele também pede o prolongamento da faixa amarela existente na Praça da Independência, mais precisamente na parte detrás da igreja, próximo ao farol, com o objetivo de facilitar a entrada de veículos no sentido da Loja Cem.

Maria de Lourdes Santiago (PPS) cobrou da Prefeitura um recurso de R$ 12 mil para a manutenção do canil São Francisco de Assis, que seria suficiente para quatro meses, segundo a vereadora.
Considerando que o município recebeu, em doação, um equipamento de tomografia computadorizada para a Secretaria Municipal de Saúde há aproximadamente 50 dias, Lourdes, juntamente com o presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, e os vereadores Cristina Brandão Domingues, Adriano Salvi e Marquinho Rocha, quer saber qual hospital fez a doação, quando foi doado, qual o custo para a instalação do equipamento, qual o custo mensal de manutenção do aparelho, onde será instalado, quem será o médico radiologista responsável pelos laudos, a equipe que será responsável pelos exames, a previsão de início dos exames, qual a demanda por exames de tomografia computadorizada, fornecendo cópia da lista de es pera por nome, posto de saúde, especialidade médica, data de ingresso na fila, se é urgência e se foi encaminhado para referência.
Sobre o transbordo do lixo, o transporte dos resíduos domiciliares e comerciais e a destinação final do lixo em aterro sanitário devidamente licenciado, cujas respostas não foram dadas a contento pela Prefeitura, Lourdes, juntamente com o presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, e os vereadores Cristina Brandão Domingues, Adriano Salvi e Marquinho Rocha, pede cópia do certificado de destinação final de resíduos emitido pelo aterro receptor de 2018 e 2019, relação dos equipamentos e veículos utilizados pela empresa responsável pelo transporte dos resíduos, cópia dos tickets de pesagem tanto da origem quanto da destinação final de 2018 e 2019, cópia de todos os contratos assinados com a empresa Uniã ;o Recicláveis Rio Novo Ltda., informação do motivo da mudança da destinação final do lixo de Pinhal, que estava sendo depositado em  Arceburgo (MG) e, agora, voltou a ser em Paulínia, e cópia do parecer favorável do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) para o empreendimento já existente: nova estação de transbordo de resíduos domiciliares em construção desde 2016.
Lourdes pede a limpeza do terreno localizado na rua Vereador Paulino de Filipi com o objetivo de inibir a proliferação de animais peçonhentos que, inclusive, aparecem no Centro Dia do Idoso.
Ela solicita a troca de lâmpadas queimadas na rua Frederico Federighi, Jardim Pedro Corsi.



 

 

 

Curta Nossa Pagina

Rua Cap. João Mendes Batista Silva, 176 - Centro - Espírito Santo do Pinhal / SP - CEP: 13.990-000
Fone: (19) 3651-1918
© 2017. Todos os direitos reservados.