No último sábado, a Presidente do Legislativo Pinhalense, Cristina Brandão Domingues, e o Vereador Marquinho Rocha estiveram em Jaguariúna com o deputado federal Baleia Rossi e o deputado estadual Jorge Caruso, ambos do MDB.
Na ocasião, eles reiteraram o pedido de uma ambulância ao deputado Baleia Rossi e também de uma emenda no valor de R$ 200 mil para a UTI de Espírito Santo do Pinhal que será inaugurada em breve.
Cristina e Marquinho receberam notícia de Baĺeia Rossi de que a emenda parlamentar no valor de R$ 100 mil destinada ao Instituto Bezerra de Menezes é para custeio (emenda que poderá ser gasta como a entidade quiser) —o convênio será assinado nas próximas semanas.

Em sessão solene realizada na noite de segunda-feira (23 de abril), a Câmara Municipal prestou homenagem a quatro policiais.

Sob o comando da Presidente do Legislativo, Cristina Brandão Domingues, o evento reuniu os Vereadores Gilberto Viola, Toni Zibordi, Marquinho Rocha, Maria de Lourdes Santiago, Jhonny Laurindo, Adriano Salvi, Du Martins e Vavá Mecânico, o Prefeito Sergio Del Bianchi Junior, o delegado seccional de São João da Boa Vista, Sebastião Mayriques, o major PM Alexandre Bergamasco, o comandante da 4ª Companhia da PM, capitão Rafael Richard Rossetto, o comandante do Pelotão da PM de Pinhal, Douglas Vagner Custódio Pinheiro, os delegados Sérgio Ferreira do Carmo e Ivan Luís Constâncio, o comandante da Guarda Municipal, Paulo Delfino, o comandante do Corpo de Bombeiros, Ademilson Padovan, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Milton Baraldi, o empresário Mauro Del Guerra Filho (Ex-Presidente da Câma ra Municipal), familiares dos homenageados e convidados em geral.

A iniciativa da homenagem é do Vice-Presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, que abriu seu discurso dizendo que ser policial é um sonho de quem quer ingressar na carreira, às vezes motivado por um familiar, outras vezes por filmes policiais ou até por gostar da profissão. “Todos temos latente dentro de nós o desejo de justiça e, ao ingressar na polícia, a esse desejo é acrescentado o de servir ao próximo. Todo homem tem medo, mas que deve ser enfrentado com coragem e o policial tem de ter um grau maior de coragem. É aí que surge o herói, quando no enfrentamento do crime, com bravura, muitos perdem a vida. Pinhal ganhou um herói na última sexta-feira quando o jovem cabo PM Clayton Gois de Oliveira (Tom) deixou uma lacuna infinita e uma dor sem fim aos seus pais Lazão e Cleusa, sua irmã Cleisse e esposa Cynara. Peço a todos que em pé façam um minuto de silêncio a esse herói e já aproveito para pedir ao Prefeito e aos nobres Vereadores que, na primeira oportunidade, seja dado o nome do nosso Tom Oliveira a um patrimônio público, seja rua, avenida ou prédio”.

Sobre o motivo de ter feito uma lei para homenagear as polícias, Viola explicou que “temos uma cidade segura comparada ao resto do país, devemos isso a educação familiar, religião, escolarização e ao pilar da retaguarda, que são nossos policiais. Às vezes, por ser eficiente, paga-se um preço, como tive a oportunidade de vivenciar essa história que conto a seguir: Em 2008, quando eu era Presidente desta Casa, fui chamado pelo então juiz de Direito, Dr. Júlio Ballerini, que relatou a informação dada pelo sargento Wagner Canhadas de que o 24º BPM-I ganharia a 4ª Companhia e para que eu, politicamente, conseguisse trazer para Pinhal. Recorri ao deputado estadual Barros Munhoz que, prontamente, atendeu a essa nossa reivindicação, mas teria de ir até o comando ger al da PM convencer o então comandante-geral, coronel Diniz. Convidei para me acompanhar o ex-investigador de polícia Haddad e meu colega de Câmara, João Bertoldo. Ao fazer minha exposição para o coronel Diniz, ouvi dele que ´Pinhal tem uma excelente polícia e gostaria que todas as cidades do estado de São Paulo tivessem uma polícia igual a de Pinhal´. Fiz esse comentário para provar o merecimento das homenagens que prestamos nesta data”.

Viola encerrou sua fala: “Quero aproveitar este momento para homenagear com uma placa uma pessoa querida por todos nós que dignifica o nome da nossa Polícia Civil, dr. Sebastião Mayriques, delegado seccional de São João da Boa Vista”.

Cristina parabenizou os policiais homenageados e disse de “sua satisfação em reconhecer a luta, a garra e a coragem desses defensores da sociedade. E não dá para garantir a segurança pública sem o reconhecimento e a valorização desses servidores que colocam diariamente a vida em risco. Inteligência, articulação e inovação representam a saída para uma política de segurança pública mais eficaz e mais humana”.

A Presidente prestou uma homenagem ao cabo Clayton Gois de Oliveira (cabo Gois), morto em serviço na última sexta-feira, em Campinas. “Externo meus sentimentos aos familiares do cabo Gois e que Deus, em sua infinita bondade, derrame bênçãos a eles neste momento de muita tristeza e dor, que dê o conforto necessário aos seus pais Lázaro e Cleusa, sua irmã Cleisse e esposa Cynara”.

 

Veja a relação dos policiais homenageados:

Antônio Marcos Fadini (Cabo PM da Polícia Militar)

Sílvia Izidoro Abreu (Agente de Telecomunicações Policial)

Jackson Teles de Lima (Guarda Municipal)

Edelson Donizetti do Nascimento Pereira (Bombeiro - 2º Sargento PM)

Em sessão solene realizada na noite de segunda-feira (23 de abril), a Câmara Municipal prestou homenagem a 18 metalúrgicos indicados pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Pinhal e Região.

Sob o comando da Presidente do Legislativo, Cristina Brandão Domingues, o evento reuniu os Vereadores Gilberto Viola, Toni Zibordi, Marquinho Rocha, Maria de Lourdes Santiago, Jhonny Laurindo, Adriano Salvi, Du Martins e Vavá Mecânico, o Prefeito Sergio Del Bianchi Junior, o delegado seccional de São João da Boa Vista, Sebastião Mayriques, o major PM Alexandre Bergamasco, o comandante da 4ª Companhia da PM, capitão Rafael Richard Rossetto, o comandante do Pelotão da PM de Pinhal, Douglas Vagner Custódio Pinheiro, os delegados Sérgio Ferreira do Carmo e Ivan Luís Constâncio, o comandante da Guarda Municipal, Paulo Delfino, o comandante do Corpo de Bombeiros, Ademilson Padovan, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Milton Baraldi, o empresário Mauro Del Guerra Filho (Ex-Presidente da Câma ra Municipal), familiares dos homenageados e convidados em geral.

A iniciativa da homenagem é dos Ex-Vereadores João Bertoldo Sobrinho e Marcelo Leandro Braga Palini (Chila).

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Milton Baraldi, parabenizou os homenageados e destacou a contratação de 410 trabalhadores por parte das metalúrgicas de Pinhal entre janeiro e abril de 2018.

A base territorial do sindicato abrange Pinhal, Santo Antônio do Jardim e Aguaí, englobando 148 empresas metalúrgicas e em torno de 4,3 mil trabalhadores.

Falando em nome dos Ex-Vereadores, o Vereador Vavá Mecânico disse que “os metalúrgicos, com seu saber, esforço e arte, têm contribuído para o progresso e desenvolvimento da economia de Pinhal. Se não houvesse esse ramo da economia tão solidificado em nosso município, provavelmente estaríamos sofrendo com baixa arrecadação financeira e muitos estariam residindo em outro município. A metalurgia pinhalense tem mais de um século de história, inicia-se com ferreiro e solidifica-se com empresas que dominam o mercado mundial de máquinas agrícolas. Essa tomada de mercado deve-se ao planejamento de diretores e gestores das nossas empresas e também pela qualidade e competência de nossos metalúrgicos que, com dedicação e amor à arte, fazem produto s de excelência. Só tenho que parabenizar essa classe trabalhadora e dizer que a luta e esforço não são em vão. Parabéns metalúrgicos!”.

Para Cristina, os metalúrgicos são exemplos de trabalho, dedicação e responsabilidade. “Congratulo-me com todos os homenageados desejando saúde e sucesso na vida pessoal e profissional”.

Veja a relação dos metalúrgicos homenageados:

 

João Luiz Del Vecchio (Multitubos Produtos Siderúrgicos Ltda.)

 

Kaíque Adriano da Silva (Cook Lar Indústria de Artigos de Metal Ltda.)

 

Cássio José Dias (Indústria de Máquinas Mecamau São José Ltda.)

 

Jorge Correia – (Monte Alegre Indústria Metalúrgica Ltda.)

 

Vagner Valeu Júnior  (Metalúrgica Estefer Ltda ME)

 

Adilson Cândido  (Swisstool Indústria e Comércio Ltda.)

 

José Augusto Cipriano – (Pinhalense S/A Máquinas Agrícolas)

 

José Roberto Ferreira (Pinhalense S/A Máquinas Agrícolas)

 

Roberto Carlos da Silva Cibele  (Pinhalense S/A Máquinas Agrícolas)

 

Ademir Genari  (Pinhalense S/A Máquinas Agrícolas)

 

Fabiano Faustino  (Palini & Alves Ltda.)

 

Carlos Roberto de Carvalho  (Palini & Alves Ltda.)

 

Adilson Fernando Siton  (Palini & Alves Ltda.)

 

Ângela Maria Lucas de Oliveira  (Delphi Automotive Systems do Brasil Ltda.)

 

Rita de Cássia Honorato dos Reis (Delphi Automotive Systems do Brasil Ltda.)

 

Douglas Galdino da Silva Brito (Delphi Automotive Systems do Brasil Ltda.)

 

Benedito Antônio Guimarães  (Aposentado)

 

Edison Ângelo Pessoti  (Aposentado)

 

 

- Projeto do Executivo que revoga a lei nº 3850, de 12 de março de 2013, que doou gleba de terra (37,8 mil m²) à empresa Ideal Rupolo Móveis Ltda. no distrito industrial Irmãos Del Guerra.

Desde a última quarta-feira (11 de abril), está em funcionamento no Pronto Atendimento Municipal o aparelho Tele-Eletrocardiograma (Tele-ECG) obtido através do deputado estadual Barros Munhoz.

O Tele-Eletrocardiograma é uma modalidade de diagnóstico à distância que permite ao clínico de qualquer região do país oferecer aos seus clientes o exame de avaliação da atividade elétrica cardíaca através do eletrocardiograma em poucos minutos.

O equipamento instalado no PA está conectado ao Hospital Dante Pazzanese, um dos maiores centros de tratamento cardiológico do país.

Segundo o gerente do PA, José Roberto Stefano, já está sendo realizada uma média de 12 exames/dia, um avanço tecnológico que, pela velocidade dos resultados, propicia diagnóstico no máximo em 15 minutos com laudo expedido pelo Hospital Dante Pazzanese e, com isso, salvando vidas.      

O Vice-Presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, que visitou o PA e foi recepcionado por membros da Provedoria, médicos, enfermeiros, por José Roberto Stefano e pela técnica em segurança do trabalho, Flávia Gibini de Souza, enfatizou que esta é mais uma conquista para Pinhal do deputado Barros Munhoz e agradeceu o suporte dado pelos senhores Jaques Casalecchi (provedor) e Divino Filiponi (vice-provedor), além de médicos enfermeiros e técnicos que deram todo o apoio a esse feito. 

Cristina Brandão Domingues (MDB) comentou projeto de sua autoria que tramita na Câmara Municipal que concede o passe livre para utilização no transporte coletivo urbano em Pinhal a aposentados por invalidez, portadores de deficiência física, mental e visual e portadores de doenças crônicas ou consideradas graves de acordo com lei federal e Ministério da Saúde. A concessão desse benefício será feita através de pedido do interessado ou representante legal ao Departamento de Promoção Social munido de documento de identidade com foto, extrato de benefício atualizado emitido pelo INSS, duas fotos 3x4 recente s e comprovante de endereço. O projeto também diz que, quando o portador de deficiência necessitar de acompanhante, este também terá o passe livre. O projeto prevê aplicação de multa no caso de descumprimento por parte da empresa. “Essas pessoas merecem todo nosso respeito, elas têm o direito de ir e vir com dignidade, por isso que temos de normatizar essa questão no âmbito municipal também”.

Em relação à reunião dos Vereadores com o Prefeito ocorrida na última sexta-feira (13 de abril), quando ele fez uma prestação de contas de sua gestão dizendo, entre outras coisas, que fez economia de gastos, Cristina ponderou que não se faz economia deixando de realizar serviços públicos adequados à população e citou a grande quantidade de lâmpadas queimadas na cidade e o sucateamento de veículos da saúde e da frota rural, por exemplo. “Deixar de prestar serviço público não é economizar dinheiro. Por exemplo, a população reclama de lâmpadas queimadas em inúmeras ruas, até em frente às escolas Benedito Nascimento Rosas (estadual), José dos Reis Pontes (estadual) e Maria Aparecida Tamaso Garcia (municipal), isso acaba sendo um descaso. Iluminação pública está diretamente ligada à segurança pública e é o mínimo ter o poste com a luz acesa à noite porque a população paga a CIP (Contribuição de Iluminação Pública) mensalmente na sua conta de luz. No último sábado à noite, passei de carro por ruas do Jardim Santa Rita, Pedro Corsi, Jardim das Rosas, Hélio Vergueiro Leite, Diva Sarcinelli Gonçalves, Jardim Brasil e Jardim do Trevo, contei 50 lâmpadas apagadas. Não podemos aceitar quando o Prefeito fala que economizou com a iluminação pública sem, contudo, prestar um serviço adequado. Ele pode, sim, procurar realizar um trabalho mais eficiente dentro de um menor custo, porém não pode deixar de prestar o serviço, que é obrigação do município. Outro item que o Prefeito cito u que economizou foi em relação à oficina mecânica: ele não economizou com a oficina porque a frota está sucateada, veículos parados, falta de manutenção, principalmente nos veículos (van e ambulância) que transportam pacientes, isso não é economia, é deixar de reconhecer a importância das pessoas que utilizam esse serviço público. O fato se repete na frota rural, que está precária, maquinário e veículos quebrados já faz algum tempo, sendo mais de 300 km de estradas rurais para serem cuidadas. Essa mentalidade tem de mudar e espero que o Prefeito mude isso durante este ano. Não basta ser um Prefeito poupador, Prefeito lida com dinheiro público, precisa ser investidor, empreendedor, escutar e atender às indicações dos Vereadores, que representam a população e trazem nas sess&otil de;es as suas principais necessidades”.

Considerando lei municipal e resolução da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e que o município arrecada mensalmente contribuição para custeio da iluminação pública, a Presidente requer a necessidade urgente da manutenção preventiva na iluminação pública nas ruas Humberto César Carrara, Hermenegildo Martini, Monsenhor José Balbino Fucciolli, Quirino dos Santos, Manoel Miranda Júnior, Napoleão Colognese, Frederico Ozanan, Fioravante Bastoni, João Camilo Peçanha, João Carrer, José Bonifácio, Coronel Joaquim Leite (Praça Amador Bueno Florence), Orlando Gozzoli, Aristides Costa, Antonio Perez, Barão de Mota Paes, Prefeito Francisco Vergueiro Porto e avenidas José dos Reis Pontes, Washington Luiz, dos Trabalhadores e Senador Robert Kennedy.

Ela solicita informação sobre o Plano de Trabalho/Projeto apresentado na Secretaria Estadual de Turismo, encaminhando cópia do respectivo convênio, informando ainda se o município recebeu recurso financeiro no valor de R$ 390 mil advindo do programa do município de interesse turístico disponibilizado pelo governo do estado para Pinhal no exercício de 2017. Em caso positivo, informar como será aplicado o respectivo recurso financeiro.

Considerando que encaminhou minuta de projeto estabelecendo diretrizes para recapeamento asfáltico por parte de empresas prestadoras de serviços públicos (no caso, a Sabesp), a Presidente pede informação se a Prefeitura pretende apresentar tal projeto, pois, como Vereadora, não pode apresentar esse tipo de projeto, que é de iniciativa exclusiva do Poder Executivo e o mesmo trará inúmeros benefícios na manutenção das vias públicas.

Ela parabeniza o Ex-Prefeito Zeca Bene por ter assumido o cargo de secretário adjunto da Secretaria Estadual de Agricultura no dia 13 de abril. “Desejamos pleno êxito no desempenho de suas atividades”. Este requerimento também foi assinado pelos Vereadores Adriano Salvi, Gilberto Viola, Maria de Lourdes Santiago e Marquinho Rocha.

Cristina indica a necessidade de ser providenciada a troca da bandeira nacional localizada no Portal de entrada da cidade, uma vez que ela está desgastada, e a iluminação do local, que está muito escuro. Pede ainda a operação tapa-buracos nas ruas Mário Delbin, Dr. Paulino de Felipi, Ana Leite Vieira e Lupércio R. Novo, localizadas nos arredores da Igreja Santa Terezinha, no bairro Nova Pinhal.

Ela agradeceu ao diretor de Esportes e Lazer, Ruan Inácio de Carvalho, por ter providenciado a troca de lâmpadas queimadas no Centro de Convivência Nércio Rossi (Lago da Dinda), reivindicação feita pela Presidente há mais de um ano, e desejou sucesso em seu trabalho.

 

José Eduardo Martins de Souza (Du/PSD), em razão da repercussão do não funcionamento do Food Truck Ice Churros em Pinhal, quer saber se foi protocolado até o dia 12 de abril pedido de autorização para que a referida empresa trabalhasse em Pinhal no dia 12. Caso positivo, encaminhar cópia e motivo do deferimento ou indeferimento. E qual o trâmite legal vigente que empresas de Food Truck de fora da cidade devem seguir para que seja expedida autorização por parte do departamento competente. “Soubemos que houve uma denúncia por parte do comércio local de que o dono do empreendimento não teria pedido autorização da Prefeitura e nem recolhido as devidas taxas. Se os comerciantes de Pinhal pagam suas taxas normalmente, pautam-se p ela legalidade, os de fora também têm de pagar e ter autorização para funcionar. Pinhal não é terra de ninguém. Outro detalhe: em outras cidades esse Food Truck também não foi autorizado a funcionar pelo mesmo motivo de não pedir autorização municipal. E, convenhamos, não é nada difícil pedir autorização, recolher as devidas taxas e trabalhar, desde que feito com antecedência. Também entendo que a Prefeitura poderia desenvolver um plano de trabalho para desburocratizar esse tipo de serviço, que poderia ser feito on-line, por exemplo”.

Du pede informação sobre a realização do evento Dança Comigo Pinhal, lançado no primeiro semestre de 2017, no que se refere às seguintes questões: a) qual motivo da não realização do evento em março e abril; b) se já existe cronograma predefinido para os próximos meses até o fim do ano e c) se existe contato com a comissão organizadora para sugestões acerca das atrações. “Não se pode deixar de dar continuidade ao evento mensalmente porque, senão, perde-se a força”.

Ele parabeniza Fernando Negri pelo trabalho de preservação e revitalização da Praça Nestor de Almeida Vergueiro no Jardim Campos Sales. “Cumpre salientar que o trabalho de adoção e conservação de praças por parte da iniciativa privada reforça o compromisso de cidadania”. Também parabeniza o Ex-Prefeito José Benedito de Oliveira (Zeca Bene) por ter assumido o cargo de secretário adjunto da Secretaria Estadual de Agricultura, lembrando que o ex-secretário estadual de Agricultura, Arnaldo Jardim, não beneficiou Pinhal com a patrulha rural. “Espero, agora, que o Ex-Prefeito possa trabalhar efetivamente para que Pinhal consiga a patrulha rural até dezembro de 2018, além de outras melhorias. Está na hora de, com a caneta na mão, mostrar que continua amando Pinhal&rdquo ;.

 

 

Gilberto Viola (PSDB) pede o encaminhamento de extratos bancários do dia 13 de abril de todas as contas da municipalidade com aplicações financeiras, se houver; e o boletim do caixa do dia 13 de abril.

Viola quer saber quando serão realizadas a Festa do Café e a Feira do Agronegócio (locais, programações, entidades parceiras etc.). “A Festa do Café deve ser feita no final de maio, no Dia Nacional do Café, como diz lei municipal de minha autoria aprovada pela Câmara Municipal em 2017 e sancionada pelo Prefeito”. 

Sobre a lei de sua autoria que determina tempo de espera na fila dos bancos entre 15 e 30 minutos, Viola pediu aos usuários que façam valer a lei, pegando a senha de entrada e saída como prova do descumprimento da lei.

O Vereador comentou a reunião de Vereadores com o Prefeito ocorrida na última sexta-feira (13 de abril), na qual o Prefeito fez prestação de contas dizendo ter feito economia de gastos. Elogiou o Prefeito pela iniciativa da reunião e disse que fazer economia na vida pública não é o essencial, “o lucro do administrador público é o bem-estar social da população”.

Tramita na Câmara Municipal projeto de autoria de Adriano Salvi e Gilberto Viola que estabelece gratuidade no transporte coletivo público urbano em Pinhal a pessoas maiores de 60 anos mediante apresentação de documenrto de identidade oficial com foto (RG ou CNH), exceto no serviço seletivo e especial, quando prestado paralelamente ao serviço regular, além de permitir o embarque e desembarque por qualquer uma das portas do ônibus coletivo urbano municipal.

Viola parabenizou o Ex-Prefeito Zeca Bene por ter assumido o cargo de secretário adjunto da Secretaria Estadual de Agricultura. “Zeca Bene é o terceiro homem mais importante na Secretaria de Agricultura, atrás apenas do governador e do secretário”.

 

 

 

 

Adriano Salvi (PSDB) pede informação detalhada sobre os empreendimentos imobiliários que ainda estão sob análise, discriminando individualmente por situação atual e o que ainda falta para sua conclusão perante a Prefeitura. “Acredito que uma das melhores formas de fomentar a economia de uma cidade é através do emprego. A construção civil é um dos meios pelos quais vamos conseguir alavancar o emprego em Pinhal, pois é necessário contratar pedreiro, pintor, eletricista, encanador, além de se gastar com materiais de construção, ou seja, entra-se num ciclo produtivo. Peço, entã o, uma atenção especial do Prefeito em relação a isso”. 

O Vereador indica a necessidade do fechamento com tapume e portão da obra de construção da quadra coberta no estádio municipal José Costa, visto a quantidade de usuários de droga que usam esse espaço público, causando insegurança aos moradores da região. “Algumas casas já foram até furtadas”.

Considerando recursos arrecadados através da CIP (Contribuição de Iluminação Pública), paga mensalmente pela população em sua conta de energia, e considerando que a Prefeitura assumiu esse serviço desde 2017, Adriano pede a troca de lâmpadas nos seguintes locais: Vila São Pantaleão: avenida do Café, defronte ao portão de cima do cemitério municipal; rua Sebastião Luiz Ruótolo, no último poste do campo do América; rua Sebastião Luiz Ruótolo, defronte à entrada do Campo do América; rua Manoel Ramos de Oliveira, defronte ao número 145; Praça de São Pantaleão, atrás da Igreja; avenida Ângelo Guerino, defronte ao Casarão das Noivas. Parque do Lago: rua Dr. Pedro Janini, defronte ao número 175; rua Antonio Perez, nº 80; avenida do Café, defronte ao Espaço Pinhalense; avenida do Café, sentido Bicão, logo após a entrada da rua Dr. Luiz Roberto Vidigal; e na parte interna do Lago Municipal. Jardim Espírito Santo: rua Inocêncio Oliveira, defronte ao número 25; av. Romualdo de Souza Brito, defronte ao número 465; av. Romualdo de Souza Brito, defronte à empresa Denizarde; av. Romualdo de Souza Brito, defronte ao  Betão; av. Romualdo de Souza Brito, defronte à entrada de terra sobre o rio;  rua Leocádio de Faria, defronte à Loja do Kall e posto de gasolina. Vila Roseli: rua Clástode Martelli, defronte ao número 100; rua Prefeito Manoel Carlos Gonçalves, defronte ao número 10; viela entre as ruas Francisco Martorano e Vereador Olinto Salveti. Vila Palmeiras: rua José Zibordi, defronte ao número 50; rua Campos Sales, defronte ao número 47; e rua Professor Benedito Nascimento Rosas, defronte ao número 155. “Já falei ao Prefeito que a economia de gastos se dá quando se presta o mesmo serviço e paga menos. A Prefeitura tem de trocar as lâmpadas queimadas ou apagadas porque a população paga a contribuição de iluminação pública (CIP) e merece ter o serviço feito adequadamente, e não se pode uma cidade ter apenas um funcionário para fazer esse serviço”.

O Vereador solicita a operação tapa-buracos na rua Daniel de Oliveira Neves, na Vila São Pedro, em razão das várias reclamações de moradores e da situação precária em que se encontra. “A rigor, ruas de todos os bairros precisam de recapeamento”. Citou a rua Lauro Fernandes Baleeiro como uma das que mais precisam do tapa-buracos, até uma bananeira foi colocada num buraco, são coisas que não podemos deixar passar batido, o serviço tem de ser feito logo”.

Tramita na Câmara Municipal projeto de autoria de Adriano Salvi e Gilberto Viola que estabelece gratuidade no transporte coletivo público urbano em Pinhal a pessoas maiores de 60 anos mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto (RG ou CNH), exceto no serviço seletivo e especial, quando prestado paralelamente ao serviço regular, além de permitir o embarque e desembarque por qualquer uma das portas do ônibus coletivo urbano municipal.

Ele parabeniza os organizadores do Encontro de Jipes e Gaiolas de Pinhal, na pessoa de Paulo Badola, pelo sucesso do 1º Passeio Off Road realizado no dia 7 de abril, na Escola Agrícola, com arrecadação em prol da Apae. Os parabéns também são extensivos ao presidente da Apae, Paulo Cícero dos Santos, e ao diretor da Escola Agrícola, Roberto Magalhães.

 

Marquinho Rocha (MDB), ao comentar o dissídio dos servidores municipais, espera um entendimento entre o sindicato da categoria e a Prefeitura para que não haja greve, como ocorreu no ano passado e que durou 8 dias. Na primeira assembleia realizada pelos servidores, foi rejeitada a proposta da Prefeitura de reajuste de 1,8% dividido em duas vezes: 1% retroativo a março e 0,8% em julho, sem ser retroativo. “A inflação do período de um ano atrás deu mais de 2,5%. Na assembleia, os 4 votos a favor da proposta do Prefeito foram de servidores que estão em cargos de confiança”.

O Vereador falou também sobre a reunião dos Vereadores com o Prefeito na última sexta-feira (13 de abril), quando ele prestou contas de sua gestão dizendo ter feito economia de gastos. “Um dos itens economizados citado pelo Prefeito foi sobre combustíveis (R$ 50 mil). A gente sabe da situação caótica da frota da municipalidade por falta de manutenção e até por falta de vontade. Na semana passada, furou o pneu de uma van da saúde que ia pra Divinolândia, o pneu estava tão careca que até a picada de uma abelha iria furá-lo. O pneu de uma van custa entre R$ 200 e R$ 300, não se pode colocar a vida dos pacientes em risco na estrada. Outro exemplo: uma ambulância teve problema no escapamento que fê-lo encher de fumaça, o equipamento custa uns R$ 200. Os veículos parados na garagem da Pre feitura trazem economia porque não gastam combustível, mas não se faz economia nos cargos de confiança”. 

Sobre a não instalação do Food Truck Ice Churros num posto de combustíveis em Pinhal, o Vereador, como funcionário municipal da Vigilância Sanitária, explicou que em nenhum momento houve solicitação de funcionamento do referido empreendimento no setor de Tributação da Prefeitura (que expede o alvará de funcionamento) e nem na Vigilância Sanitária (que expede a licença de funcionamento), “lembrando que o alvará só é concedido quando se tem a licença de funcionamento. Resumindo: o dono do empreendimento não protocolou nada na Prefeitura”.

Marquinho criticou o chefe de gabinete da Prefeitura, Fábio Carrião, por opinar em demasia na Vigilância Sanitária, da qual já foi coordenador. “Ele sempre vem dando palpites, a diretora é competente e ele fica opinando. E a conversa de cidadãos da cidade é que, após a ida dele à chefia de gabinete, todo mundo recebeu a licença de funcionamento, não precisando esperar como ficava esperando quando ele era o coordenador”.

 

 

 

Toni Zibordi (PSD) quer saber a relação das estradas rurais que estão em estado precário, necessitando de manutenção tanto para melhoramento do tráfego como limpeza de suas laterais. “Requeiro ainda que seja informada a previsão de melhorias nas estradas rurais para que estejam em boas condições de tráfego para o escoamento da produção agrícola”. E pede ainda agilidade no conserto do maquinário rural.

Ele pede informação se há estudo para que seja realizada reforma na área esportiva e no centro comunitário localizados no bairro São Judas Tadeu.

Toni solicita a poda de mato na área verde da Prefeitura, localizada entre as ruas Valdomiro Fernandes e João Batista Ruocco, no Monte Alegre, e na área ao redor da Igreja São José, no bairro Carvalho Pinto.

O Vereador indica a necessidade de a Prefeitura abrir diariamente todos os portões do cemitério municipal para que as pessoas tenham total acesso aos túmulos de familiares. “Indico ainda a necessidade de serem colocados mais pontos de força e tanques de água em toda sua extensão para facilitar a manutenção dos túmulos”.

Toni pede a manutenção da estrada rural sentido Fazenda Barthô, passando pela Fazenda Santo Antônio, Sítio Terra Nova até chegar ao Sítio Nossa Senhora, pois o serviço sempre finaliza no Sítio Santo Antônio, ficando os demais sem a devida manutenção.

 

Jhonny Laurindo (PSD) pede informação sobre qual o motivo de o ônibus da Tuga, que faz o transporte de pacientes para Divinolândia, entrar na cidade de São João da Boa Vista para pegar pacientes daquela cidade. É que a Prefeitura compra passagens da Tuga para os pacientes, como também faz a Prefeitura de São João da Boa Vista. “Crianças e idosos saem de nossa cidade por volta das 5 horas da manhã e retornam, dependendo do dia, por volta das 19 horas. Usuários informaram que, ao entrar em São João para deixar seus pacientes, o ônibus acaba demorando ainda mais para deixar os pacientes de Pinhal em suas residências”. Ele sugere à Prefeitura disponibilizar uma linha de ônibus ao meio-dia para facilitar a vida dos pacientes, trazendo aqueles que foram de manhã e levar os das consultas agendadas para o período da tarde, ou alugar uma residência em Divinolândia para poder abrigá-los até o horário da consulta. “Tem de se discutir a melhor maneira de minimizar o sofrimento dessas pessoas”.

Ele pede informação sobre como está o funcionamento do programa antitabagismo no Centro de Saúde. “No caso de não estar acontecendo, qual o motivo e qual a previsão de retorno. Cumpre salientar que o programa é muito importante para a prevenção no combate ao fumo, em que dezenas de pessoas conseguem se livrar do vício depois de frequentá-lo”. Segundo ele, mais de 300 pessoas de Pinhal conseguiram se livrar do vício depois de terem participado desse programa.

O Vereador quer saber que providências estão sendo adotadas para implantação de novos cursos na Escola de Iniciação Profissional Dito Françoso (Senai) e qual a previsão para que isso aconteça.

O Vereador comentou projeto de sua autoria que tramita na Câmara Municipal que estabelece que o loteador fica encarregado do pagamento do IPTU até que seu loteamento tenha infraestrutura. Mesmo que terrenos tenham sido comercializados, mas sem infraestrutura e não liberado pra construção, o pagamento do imposto continua sendo de responsabilidade do loteador. “É um projeto que vai beneficiar muitas pessoas. Não é justo o comprador estar pagando a prestação do terreno e o loteamento não estar liberado pra construção e ele tendo de pagar o IPTU, o que, na realidade, teria de ser de responsabilidade do loteador”.

Jhonny falou ainda de dois projetos que tramitam na Casa: um que revoga doação de gleba de terra feita a uma empresa há alguns anos e outro que concede essa mesma área à Coopinhal (Cooperativa dos Cafeicultores da Região de Pinhal) para desenvolver seu projeto de Microbacias II. Com isso, a Coopinhal vai desocupar o prédio que ocupa na antiga estação ferroviária a fim de que o local seja restaurado. “Os projetos têm de ser votados logo para as coisas avançarem na cidade”.

O Vereador agradeceu ao diretor de Serviços Urbanos, João Bertoldo Sobrinho, e ao diretor de Promoção Social, Ricardo Anacleto, pelo trabalho desenvolvido em suas pastas. “Em relação ao Departamento de Serviços Urbanos, o trabalho de limpeza está avançando, as reclamações vêm diminuindo, embora muita coisa ainda precise ser feita”.

Sobre corte de água e luz feito pela Sabesp e CPFL, respectivamente, o Vereador, com base em projeto aprovado na cidade de Ferraz de Vasconcelos, pretende elaborar projeto que proíbe a concessionária desses serviços de efetuar esse corte do meio-dia de sexta-feira até as 8 horas de segunda-feira, incluindo feriados. “Se a pessoa, por exemplo, efetuar o pagamento na sexta, haverá um prazo para fazer a religação, que normalmente não acontece no sábado e domingo, enquanto isso a pessoa fica sem água ou luz”.

Jhonny voltou a pedir melhorias nas estradas rurais, especialmente por causa do início da colheita de café. 

 

Vavá Mecânico (PSD) pede informação sobre a previsão para a troca de lâmpadas dos postes no bairro São Judas Tadeu, “visto que as ruas estão muito escuras, trazendo insegurança à população. Que o Prefeito dê uma atenção especial ao bairro”.

O Vereador sugere a instalação de uma lixeira comunitária na rua Martin Luther King, próximo ao portão de entrada da Escola Estadual Benedito Nascimento Rosas, visto que no local há um enorme acúmulo de lixo que chega a bloquear um portão lateral da escola.

 

Maria de Lourdes Santiago (PPS) requer informação sobre o motivo de até a presente data ainda não ter sido iniciada a reforma da ponte localizada no final da rua Lauro Petrônio, antiga colônia do Nilson, na Vila Centenário, “considerando os benefícios que trará para pedestres que, além de encurtar o caminho, evitará o tráfego pelo asfalto”.
Ela pede a limpeza do canteiro central da avenida Robert Kennedy, na Vila Centenário, a operação tapa-buracos na rua Vereador Estevo de Felippe e a limpeza das margens do rio que passa pela rua Américo Franklin de Menezes Dória.

A convite do Vereador Adriano Salvi, a engenheira agrônoma Andréa Squilace de Carvalho compareceu à sessão de segunda-feira (16 de abril) para falar sobre seu projeto de turismo rural. Denominado “Do Genoma à Xícara”, o projeto, referente à cadeia produtiva do café, vem sendo desenvolvido por ela em sua propriedade desde 2005.
O projeto visa incrementar o turismo rural, já que Pinhal é município de interesse turístico.
Andréa elaborou um roteiro turístico ao seu Sítio Santa Rita do Olho D´Água, na vicinal Pinhal/Albertina (MG). É uma vivência na prática das etapas que o café percorre até chegar às mesas do mundo todo.
A experiência começa no núcleo histórico de Pinhal, onde o visitante passa a conhecer o legado cultural que o café proporcionou e proporciona ao interior paulista. Em seguida, ele passa a ter contato com a cultura do café, as técnicas antigas e atuais utilizadas na colheita e beneficiamento do fruto, tudo isso num sítio centenário, exatamente com era feito pelos imigrantes italianos que lá viveram e trabalharam, ou seja, o visitante vivencia a realidade do campo.
Para o almoço, o roteiro oferece o que há de mais típico e tradicional da gastronomia rural, baseado na culinária caipira.
Na segunda etapa do roteiro, os visitantes podem ver a tecnologia agregada à comercialização do café. A seleção, escolha, bebida, blends (misturas) e armazenamento são explicados por profissionais da Coopinhal (Cooperativa dos Cafeicultores da Região de Pinhal).
Depois, é chegada a hora da torra, moagem e embalagem do grão numa torrefação que segue os padrões mais modernos exigidos pelo mercado internacional, explica Andréa.
Ao final, os visitantes vão até uma cafeteria premiada de Pinhal, “uma pausa merecida para admirar a maravilha arquitetônica e artística da Igreja Matriz do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Dores, reconhecida como uma das mais bonitas da região”.

- Projeto do Executivo que dispõe sobre autorização para abertura de um crédito adicional suplementar no valor de R$ 335.960,00 para a Secretaria Municipal de Saúde (equipamentos e material permanente - estruturação da atenção básica).

- Projeto do Executivo que dispõe sobre autorização para abertura de um crédito adicional suplementar no valor de R$ 544.388,00 para o Departamento de Educação (alimentação escolar - merenda).

- Projeto de autoria do Vereador José Eduardo Martins de Souza que institui o Dia Municipal de Combate à Homofobia em Espírito Santo do Pinhal-SP.

A próxima sessão ordinária está marcada para o dia 7 de maio, às 19h30.

O Vice-Presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, participou na sexta-feira (13 de abril) de reunião com o diretor de Desenvolvimento Econômico, Mário Barbosa, e representantes da Pinhalense Máquinas Agricolas para tratar da regularização da área para onde serão transferidas as unidades da empresa instaladas na cidade.

O novo local será no distrito industrial Laércio Casalecchi, na divisa com a Escola Agrícola

O Vereador Du Martins esteve reunido na sexta-feira (13 de abril) com o Vereador de Albertina, Danilo Silvieri (MDB), para tratar da vicinal Pinhal/Albertina (MG), que está com vários buracos e é motivo de reclamações de usuários.

Du informou a Danilo que o Conselho de Turismo de Pinhal (Comtur) aprovou o destino da verba estadual de R$ 386 mil para a revitalização da vicinal para beneficiar o roteiro turístico rural do bairro Areião. Essa revitalização compreende recapeamento, tapa-buracos e implantação de galerias pluviais.

 

EXPEDIENTE:

 

I – Discussão e votação da Ata da 8ª Sessão Ordinária, realizada em 09 de abril passado;

 

II - Expediente do Senhor Prefeito Municipal;

 

III - Expediente dos Srs. Vereadores;

(Presença em Plenário da Sra. Andréa Squilace de Carvalho para apresentação do Projeto de Turismo Rural, conforme solicitação do Vereador Adriano Salvi.)

 

IV - Tribuna Livre.

 

ORDEM DO DIA:

 

1) 2ª (segunda) discussão e votação do PROJETO DE LEI nº 23/2018, do Executivo, que dispõe sobre autorização para abertura de um crédito adicional suplementar no valor de R$ 335.960,00, com pareceres das Comissões de Justiça, Finanças e Saúde.

 

2) 1ª (primeira) discussão e votação do PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR nº 24/2018, do Executivo, que dispõe sobre a consolidação e atualização da legislação tributária vigente, instituindo penalidades, alterando alíquotas e disciplinando outras providências – Código Tributário Municipal.

 

3) Discussão e votação única do PROJETO DE LEI nº 25/2018, de autoria dos Vereadores José Gilberto Viola e Adriano Salvi, que dispõe sobre a gratuidade dos transportes coletivos públicos e embarque e desembarque de pessoas idosas acima de 60 anos nos veículos de transporte coletivo urbano no Município de Espírito Santo do Pinhal e dá outras providências.

 

4) Discussão e votação única do PROJETO DE LEI nº 26/2018, de autoria do Vereador José Gilberto Viola, dispõe sobre a obrigatoriedade da limpeza de terrenos baldios no Município de Espírito Santo do Pinhal e dá outras providências.

 

5) 2ª (segunda) discussão e votação do PROJETO DE LEI nº 28/2018, do Executivo, que dispõe sobre autorização para abertura de um crédito adicional suplementar no valor de R$ 544.388,00, com pareceres das Comissões de Justiça, Finanças e Educação.

 

6) Discussão e votação única do PROJETO DE LEI nº 29/2018, de autoria do Vereador José Eduardo Martins de Souza, que institui o Dia Municipal de Combate à Homofobia em Espírito Santo do Pinhal-SP.

 

7) 1ª (primeira) discussão e votação da PROPOSTA DE EMENDA nº 02/2018, de autoria da Mesa da Câmara, que revoga integralmente o Artigo 67, com respectivo Parágrafo Único, da Lei Orgânica do Município.

 

 

OBS: Os Projetos de Lei nºs 25, 26 e 29/2018, bem como o Projeto de Lei Complementar nº 24/2018 e a Proposta de Emenda nº 02/2018, constantes da presente convocação, somente serão apreciados se contarem com os pareceres das Comissões respectivas.


Vereadora CRISTINA BRANDÃO DOMINGUES

Presidente

 

Cristina Brandão Domingues (MDB) solicita informação detalhada do valor arrecadado com a CIP (Contribuição para Iluminação Pública) durante o ano de 2017, se houve superávit no período; em caso afirmativo, informar o valor e onde foi investido esse recurso, dada a precariedade da iluminação pública municipal. “Há muitas reclamações de moradores sobre a quantidade de lâmpadas queimadas na cidade, e a responsabilidade para sanar o problema é da Prefeitura, conforme resolução da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), que determina que as Prefeituras fa&ccedi l;am a manutenção e expansão da rede de iluminação pública (ruas, avenidas, praças, parques, viadutos, passarelas etc.). A administração anterior, por exemplo, terceirizou esse serviço de manutenção, já a atual gestão faz esse trabalho, que está deixando muito a desejar. O ideal é contratar mais eletricistas para dar conta da demanda. Há muitas ruas com lâmpadas queimadas, inclusive na região da Escola Estadual José dos Reis Pontes e da Praça da Dinda, entre outros locais espalhados pela cidade. Com a cobrança da CIP na conta de luz dos moradores, a Prefeitura, que tem dotação orçamentária para isso, teria de dar conta da manutenção desse serviço de maneira eficiente porque iluminação pública envolve também a segurança das pessoas”. Cri stina apontou a situação “absurda” do Centro de Convivência Nércio Rossi (Lago da Dinda) em termos de iluminação. “A primeira indicação que fiz para a troca de dezenas de lâmpadas queimadas na pista de cooper foi em fevereiro de 2017, depois outra em setembro de 2017 e mais uma agora em fevereiro de 2018, sem nenhuma providência tomada até o momento. Para mim, isso é falta de consideração da administração municipal aos frequentadores daquela área de lazer. Digo novamente: essa reivindicação não é para atender essa Vereadora, mas a população que usa e deve ser mais respeitada. Além disso, a população contribui mensalmente com a CIP a fim de que o serviço seja mais eficiente em nossa cidade”.  &nbs p;

Ela pede informação sobre o andamento do convênio assinado com o governo estadual no dia 19 de março de 2018 objetivando a compra de uma ambulância para transportar pacientes SUS, verba de R$ 150 mil destinada a Pinhal através do deputado estadual Barros Munhoz. Este requerimento também foi assinado pelos Vereadores Maria de Lourdes Santiago, Gilberto Viola, Marquinho Rocha e Adriano Salvi.

A Presidente quer saber o saldo financeiro em 29 de dezembro de 2017 em relação a cada um dos convênios firmados pelo município junto aos governos estadual e federal, em todas as áreas da administração, encaminhando os respectivos comprovantes.

Sobre o restauro do prédio da antiga estação ferroviária a ser destinado a  atividades culturais, Cristina lembrou que, desde o ano passado, cobra agilidade da Prefeitura sobre o assunto. “A abertura dos envelopes das empresas que participam da concorrência pública está prevista para o dia 3 de maio, o que é uma boa notícia. Por outro lado, temos a preocupação quanto a ações na Justiça estadual e federal ajuizadas pela Coopinhal (Cooperativa dos Cafeicultores da Região de Pinhal) pleiteando a posse do prédio, que tem de ser da municipalidade. Paralelamente a isso, a Prefeitura tem de doar uma área regularizada à Coopinhal para que possa desenvolver seu projeto de Microbacias II e que essa doação ocorra rapidamente através de um projeto en viado à Câmara Municipal para aprovação. É necessária uma solução mais rápida da municipalidade, pois se eles não doarem uma área para a Coopinhal e a loja continuar lá, como a empresa vencedora da concorrência poderá iniciar o restauro?”. 

A Presidente solicita pintura de solo (sinalização) em toda a cidade, em especial no cruzamento da rua Arthur Vergueiro com a XV de Novembro (Praça Henrique Moreira).

Cristina indica a necessidade de ser planejado junto com a Sabesp e CPFL o nivelamento das tampas dos bueiros com o novo pavimento feito em ruas do centro da cidade. Sugere ainda à Prefeitura elaborar projeto de sinalização viária nas áreas urbana e rural de modo a contemplar todas as ruas, praças, parques, pontos turísticos, prédios públicos etc.

 

 

José Eduardo Martins de Souza (Du/PSD) parabeniza a Cia da Hebe, na pessoa da coordenadora Mônica Sucupira e demais membros da entidade, pelo evento Deslimites – Ocupação Fotográfica, cuja abertura ocorreu na última sexta-feira (6 de abril), no imóvel 175, ao lado da Câmara Municipal. “Essa iniciativa em muito contribui para a cultura, a arte e o entretenimento da população”.

 

Gilberto Viola (PSDB) comentou a regulamentação da lei de sua autoria que estabelece tempo de espera de 15 a 30 minutos na fila dos bancos, cumprimentando o Prefeito Sergio Del Bianchi Junior por essa regulamentação. “O usuário deve exigir a senha marcando o horário de entrada e saída e se ultrapassar o limite deve levar a comprovação no setor de protocolo da Prefeitura”.

Viola falou também sobre os 83 anos da Escola Agrícola, comemorados na última segunda-feira (9 de abril), com a presença do deputado estadual Barros Munhoz. Parabenizou o diretor da escola, Roberto Magalhães, professores, funcionários e alunos, ressaltando mais uma conquista de Barros Munhoz para Pinhal: a implantação do curso de Mecânica na Escola Agrícola e a construção de uma quadra poliesportiva coberta.

O Vereador quer saber qual a responsabilidade da Prefeitura em relação à segurança pública no mercado municipal, visto tratar-se de um patrimônio público. “Este requerimento visa atender às inúmeras reclamações de comerciantes e moradores do seu entorno”.

O Vereador pede a limpeza dos terrenos da Prefeitura situados na rua Vitório Passareli, próximo ao nº 110, na região do Largo Santa Cruz e nas imediações do condomínio Caminho do Sol, e a poda de árvores, tendo em vista as várias reclamações de moradores desses locais e pelas redes sociais e o aparecimento de animais peçonhentos, o que traz risco aos moradores.

 

Adriano Salvi (PSDB) pede informação sobre o nome de todos os funcionários contratados pela municipalidade a partir de 1º de janeiro de 2017 até a presente data, informando ainda a data da contratação, cargo, salário. “Caso o servidor tenha sido desligado, mencionar a data do desligamento”.

Sobre a falta de transporte para pacientes que fazem fisioterapia pelo SUS no Unipinhal (convênio firmado entre Prefeitura e Unipinhal), Adriano recebeu resposta da Secretaria Municipal de Saúde informando que “está sendo estudada pela nova gestão na saúde a melhor maneira de resolver o problema”. Para Adriano, sem o transporte fica difícil o comparecimento a todas as sessões de fisioterapia, podendo assim comprometer a eficácia do atendimento. Já em relação à fila de espera para fisioterapia, a Secretaria de Saúde informou não haver mais fila de espera.

Quanto ao pedido de abertura das piscinas municipais nos finais de semana, o Vereador recebeu resposta do Departamento de Esportes e Lazer informando que a manutenção das piscinas nos finais de semana exige a disponibilidade de funcionários e o pagamento de horas extras, mas que o departamento vai procurar “adequar o quadro de funcionários visando à abertura de uma piscina por final de semana, isso no segundo semestre após o inverno”.

Ele leu também resposta do Departamento Jurídico da Prefeitura sobre a desocupação da Coopinhal (Cooperativa dos Cafeicultores da Região de Pinhal) do prédio da antiga estação ferroviária para que possa ser feito o restauro e, depois de pronto, destinar o local a atividades culturais e artísticas. O departamento informou que estão em trâmite na Justiça estadual e federal ações ajuizadas pela Coopinhal, que pleiteia a posse do prédio; que a Prefeitura analisa pedido de doação de área à Coopinhal e que a abertura dos envelopes das empresas interessadas no restauro do prédio está marcada para o dia 3 de maio.

Adriano pediu ainda o cumprimento por parte da Prefeitura do cronograma da coleta programada de restos de jardinagem e galhos de árvores.

O Vereador convida a agrônoma Andréa Squilace de Carvalho para comparecer à sessão do dia 16 de abril, às 19h30, para apresentar o seu projeto de turismo rural denominado “Do Genoma à Xícara”, que vem sendo desenvolvido por ela em sua propriedade desde 2005 e que se refere à cadeia produtiva do café. “Esclarecendo que sua presença será benéfica, considerando o título de Pinhal como município de interesse turístico”.

Adriano pede urgentemente a operação tapa-buracos na rua Roberto Benedito Tenório, na Vila Roseli, e na rua Jaime da Silveira Leme, próximo à sede da ACE, no Jardim Universitário, tendo em vista a enorme quantidade de buracos que dificultam o trânsito no local.

Considerando futura construção de prédio na rua Dr. Abílio Pinheiro, no Jardim Bela Vista, a oportunidade de parceria entre a Prefeitura e o empresário e o bem-estar dos moradores da região, o Vereador pede a realização de estudo sobre a viabilidade de desafetação da área e posterior parceria entre Prefeitura e empresário para a construção de praça na rua citada.

Adriano solicita a manutenção das vias rurais localizadas no bairro de Santa Luzia.

 

Marquinho Rocha (MDB) relatou, com base em informação de munícipe, que a linha de ônibus da Tuga, a das 22 horas, não passa mais em alguns bairros, entre eles Hélio Vergueiro Leite, São Judas Tadeu e Jardim Brasil.

“Os usuários que necessitam usar essa linha terão dificuldade de chegar até a sua residência. Então, podemos fazer um ofício a ser encaminhado à Tuga pedindo uma explicação sobre a desativação dessa linha”.

Ele pede à Prefeitura o encaminhamento de cópia do plano de mobilidade urbana, levando-se em conta que, em resposta ao requerimento nº 121/2017, foi encaminhado apenas documento contendo a descrição dos serviços e custos para implementação do plano, vindo desacompanhado do plano de mobilidade urbana propriamente dito, informando ainda se o referido plano é item obrigatório para abertura de processo licitatório visando à concessão de serviço de transporte público no município.

O Vereador parabeniza a organização da 5ª Confraternização de Motociclistas e Triciclistas de Pinhal, na pessoa de Cláudia Cristina Vinhas (diretora do Motoclube Lobos do Além) e em nome do Lar da Terceira Idade, pelo sucesso do evento ocorrido nos dias 24 e 25 de março, no Santuário de Santa Luzia, que reuniu cerca de 180 motoclubes e 74 triciclos de mais de 200 cidades, totalizando em torno de 1,4 mil pessoas. “Promovido por motoclubes de Pinhal com arrecadação em prol do Lar da Terceira Idade, o evento ajuda a divulgar ainda mais o nome de Pinhal e atrai visitantes à nossa cidade”.

Marquinho pede a operação tapa-buracos nas estradas vicinais que interligam Pinhal a Jacutinga (MG) e Pinhal a Albertina (MG), com trechos críticos que precisam ser consertados logo. Solicita também troca de lâmpada do poste situado na rua Rosa Cavagnolli, defronte ao nº 70, no Parque da Figueira. “Também há outros postes com lâmpadas queimadas”.

Marquinho pede a realização de estudo visando manter somente uma mão de direção nas ruas Américo Franklin de Menezes Dória e Roque de Felippi, na Raia de Baixo e Raia de Cima, visto a intensidade de veículos que por lá trafegam e, sendo ruas estreitas, dificultam a passagem por elas.

Sobre o estádio municipal José Costa, o Vereador recebeu reclamação de frequentadores do local que pedem a sua abertura às 7 horas para poder fazer caminhada. “Solicito ao Poder Público, então, a possibilidade de estar abrindo o estádio José Costa a partir das 7 horas para a prática de caminhada”. Em contato com o departamento, este informou que, normalmente, o estádio é aberto a partir das 6h30.

 

Toni Zibordi (PSD) destacou a importância de Pinhal ter a patrulha rural (ronda) a fim de dar um pouco mais de segurança aos moradores da zona rural. “Recentemente, uma família no bairro do Areião foi abordada por assaltantes armados. É um perigo a zona rural ficar sem a patrulha rural, que ajuda a reduzir o número de furtos e roubos”.

Toni pede a operação tapa-buracos na avenida Antonio Costa, no Jardim Universitário, e na rua Eurípedes Modesto (rua Perimetral), paralela ao sítio da Faculdade, no Jardim Baronesa, que estão com muitos buracos.

Ele sugere alterar a distribuição das vagas de motos na rua Marquês do Herval, no trecho entre o escritório contábil Santa Cecília e uma drogaria. É que alguns caminhões esbarram nas motos quando viram para entrar na rua Marquês do Herval, explica o Vereador.

O Vereador pede a repintura das faixas de pedestre em frente ao Supermercado Biazoto e ao bar do Leco, já que por lá passam muitas pessoas. Também solicita a volta da faixa de pedestre em frente a uma padaria na rua Arthur Vergueiro, proximidades da rua Floriano Peixoto. Atualmente, ela está posicionada no meio do quarteirão, dificultando assim a parada de veículos para a passagem de pedestres.

 

 

Jhonny Laurindo (PSD) solicita que se verifique a possibilidade de a Secretaria de Saúde – setor de transporte de pacientes – abrir uma linha ao meio-dia visto que a ação traria mais dignidade aos pacientes. “Cabe ressaltar que, hoje, os pacientes saem de madrugada para consultas em Campinas, por exemplo, e muitos são dispensados para retornar ao município antes do almoço, no entanto acabam tendo de esperar até o meio-dia ou final da tarde para o retorno. Com a implantação dessa linha, quem tem consulta agendada para a tarde não necessitaria ir de madrugada e quem vai de madrugada poderia retornar ao meio-dia”.

Jhonny lembrou que está em processo de licitação a compra de pelo menos dois novos veículos para o transporte de pacientes, recursos conseguidos por meio de emenda parlamentar do deputado Paulo Teixeira (PT).

Ele informou que foi procurado por várias pessoas que recentemente adquiriram terrenos em loteamentos e, mesmo sem o loteamento estar entregue e pronto para se construir, chegou cobrança de IPTU. “Fui procurar saber e fui informado de que o loteador coloca no contrato que a responsabilidade do pagamento do imposto é de quem compra. O que eu, particularmente, acho errado”. Ele disse que irá elaborar projeto de lei que estabelece a responsabilidade do loteador pelo pagamento do IPTU até que seja feita a infraestrutura do loteamento, que tenha a liberação para construção. Mesmo que terrenos tenham sido comercializados, mas sem infraestrutura, o IPTU seria pago pelo loteador. O Vereador explicou que esse tipo de projeto já existe em Votuporanga.

Ele contou que esteve recentemente em Vargem Grande do Sul, juntamente com guardas municipais de Pinhal, participando de um evento regional e lá foi pleiteada junto ao deputado estadual Chico Sardeli (PV) verba para a Guarda Municipal poder investir na compra de viaturas. “As viaturas atuais rodam de forma precária, muitas vezes os guardas têm de pagar do próprio bolso pequenos consertos nos veículos, que já ultrapassam mais de 400 mil km rodados. O último Prefeito que fez investimento na GM foi o saudoso Paulo Klinger Costa, que adquiriu duas viaturas que rodam até hoje”. Jhonny solicitou ainda informações sobre a possibilidade de aquisição de novos uniformes e coletes à prova de balas uma vez que os guardas usam o mesmo uniforme há mais de quatro anos.

Ele anunciou ainda que Pinhal deverá receber verba no valor de R$ 1,2 milhão do Ministério da Integração Nacional para investimento na área de infraestrutura (recapeamento de ruas) e compra de equipamentos, trabalho intermediado pelo ex-deputado federal e presidente dos Correios, Guilherme Campos. “Isso é resultado de nossa ida a Brasília, os frutos começam a chegar, a semente foi plantada e é assim que vamos conseguir fazer um município melhor. Criticar, cobrar e apontar os erros faz parte do nosso trabalho como Vereador, no entanto devemos ir além, buscando resolver os problemas, buscando recursos em prol da cidade”.

Jhonny cobrou agilidade da empreiteira da Sabesp no tapamento de buracos abertos pela concessionária. “A cidade já tem um monte de buracos e aí vem a Sabesp e abre mais e os munícipes ficam sem saber qual buraco é de responsabilidade da Sabesp e qual é da Prefeitura”. Jhonny também informou que enviou ofício à Sabesp pedindo explicações do motivo da falta d’água, principalmente nos finais de semana, nos bairros Carvalho Pinto e Jardim Haydee.

Ele pede informação sobre o prazo para se fazer a manutenção da estrada vicinal que liga Pinhal a Albertina (MG), “visto que a situação precária se estende por meses e, até agora, nenhuma providência foi tomada. A estrada está praticamente intransitável. Dezenas de pinhalenses passam pelo local todos os dias e colocam suas vidas em risco. A situação é desumana e inaceitável. O reparo tem de ser feito de imediato”.

Ele indica a necessidade de ser realizada a substituição de lâmpadas na passarela que liga a Vila Centenário ao bairro Jardim do Trevo e também no bairro rural das Três Fazendas, “considerando que os locais estão muito escuros, o que traz insegurança à população da região”. Jhonny pede ainda a manutenção das estradas rurais no bairro de Santa Luzia, sentido Morro Azul, visto que o local está em situação precária, dificultando o tráfego de veículos, inclusive o transporte escolar. “Indico também a necessidade de roçar e limpar as margens das estradas”.

 

 

 

 

Vavá Mecânico (PSD) indica a necessidade de rebaixar as guias dos dois lados da rua XV de Novembro, na faixa de pedestre em frente à Escola de Idiomas CCAA, para facilitar o acesso a cadeirantes e carrinhos que levam as mercadorias ao estacionamento do Supermercado Cubatão (antigo Campeão).

O Vereador pede a colocação de placa de `Proibido Estacionar´ no início da rua Avelino Moutinho, lado direito, entrada pela avenida Washington Luiz, no Jardim Santa Rita, visto que há risco de acidentes por conta do estacionamento irregular naquele local. “É uma coisa simples de se fazer”.

Vavá solicita que a Prefeitura passe a máquina na estrada rural onde fica a Fazenda Santa Tereza (sentido Mota Paes a Santa Tereza), “considerando que em toda sua extensão existem trechos praticamente intransitáveis, colocando em risco a vida de motoristas. A situação dificulta também o tráfego de veículos escolares e o escoamento de produtos agrícolas”.  

 

Maria de Lourdes Santiago (PPS) pede informação sobre a verba de R$ 50 mil encaminhada pelo secretário estadual de Agricultura, Arnaldo Jardim, para investimento na área da saúde pública, bem como o prazo para concretização do convênio com a Prefeitura cujo recurso será destinado à Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis para a compra de um veículo. 

A Vereadora pede a operação tapa-buracos na rua Heloiza Mônice (atrás do Curtume), no Jardim Santa Rita, bem como limpar as margens do rio.

Lourdes sugere a parada do ônibus escolar na porta da Escola Estadual Benedito Nascimento Rosas, na Vila Centenário, para embarque e desembarque de alunos, e não na rua Martin Luther King, que é movimentada e onde fica o ponto de ônibus, visto a dificuldade em dias de chuva e de crianças cadeirantes de se locomoverem até a escola.

Ela pede a sinalização de solo e pintura de faixa de pedestre na rua Barão de Mota Paes, mais precisamente no trecho situado em frente à escola Gênesis, visto que, com o recapeamento feito recentemente, foram apagadas a faixa e a sinalização, causando perigo aos moradores e crianças que frequentam a referida escola.

O Vice-Presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, e o Vereador Jhonny Laurindo participaram na manhã desta segunda-feira (9 de abril) da comemoração dos 83 anos da ETEC Dr. Carolino da Motta e Silva, que contou com a presença de cerca de 500 pessoas, entre elas o diretor da Escola Agrícola, Roberto Magalhães, do deputado estadual Barros Munhoz, do diretor de Agricultura e Meio Ambiente, Toninho Ferreira (que representou o Prefeito), do major da PM, Alexandre Bergamasco, do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Milton Baraldi, do presidente da Pinhalense Máquinas Agrícolas, Reymar Coutinho de Andrade, do gerente do RH da Delphi, Jair Colombi, de professores, funcionários e alunos.

Para marcar a data, houve apresentação da peça teatral “Nós, Marias”, da Companhia Trupeçar, hasteamento das bandeiras, plantio de árvore, discursos e almoço.
Barros Munhoz recebeu do diretor de Agricultura e Meio Ambiente, Toninho Ferreira, pedido de verba para recapeamento de ruas da cidade.
Do diretor da escola, Roberto Magalhães, o deputado recebeu um pedido de verba destinada a readequações numa mini-indústria mantida pela escola e de convencer a Sabesp a fazer uma ligação de água que permita abastecer os reservatórios da escola.
Barros Munhoz confirmou a implantação do curso de Mecânica na Escola Agrícola e a construção de uma quadra poliesportiva coberta.
Para Viola, que recentemente entregou ao deputado pedido de verba para recapeamento de ruas, os 83 anos de vida da Escola Agrícola são um marco educacional e de valorização do agronegócio em Pinhal e deixou uma palavra de incentivo aos jovens alunos: “Nunca percam a fé e a esperança num futuro melhor, mesmo que a situação seja problemática e difícil, como acontece nos dias de hoje”.
Viola também falou aos alunos que “sempre devemos pensar grande” e citou a história de um empresário do ramo da construção civil que começou sua vida profissional como pedreiro e, perguntado sobre como ele de pedreiro virou dono de construtora, respondeu: “Quando eu era pedreiro e estava trabalhando numa construção, ao me perguntarem o que eu estava fazendo, eu nunca respondia que estava trabalhando como pedreiro, respondia que estou construindo esse prédio”.

A Presidente da Câmara Municipal, Cristina Brandão Domingues, e os Vereadores Maria de Lourdes Santiago, Du Martins e Jhonny Laurindo prestigiaram a abertura do evento de fotografia e artes visuais ocorrida na noite da última sexta-feira (6 de abril) no imóvel  175 da rua Capitão João Batista Mendes Silva, ao lado da Câmara Municipal.

De iniciativa da coordenadora da CIA da Hebe, Mônica Sucupira, da fotógrafa Tika Tiritilli, do fotógrafo e publicitário João Barim, da aluna de fotografia, Ariana Estela, entre outros, a exposição de fotografias e trabalhos artísticos reuniu um bom público na abertura do evento.
Preparado desde outubro de 2017 pelo Núcleo de Fotografia da CIA da Hebe em conjunto com a terceira turma dos Encontros de Criação Fotográfica, o evento faz parte do projeto Deslimites - Ocupação além da margem.
Segundo Mônica, esse trabalho foi pensado “a partir da ideia do diálogo entre diferenças e das possibilidades de convergência dos opostos e, em segundo plano, dialogar com profissionais da área de artes visuais e trazer à tona, por meio de criações, o universo pessoal e expressivo dos 25 participantes dessa turma”.
No total, são exibidas mais de 400 fotos —nas paredes externas da casa, estão fixados 200 retratos dos moradores que foram fotografados pelo Núcleo e que moram em bairros mais descentralizados, numa perspectiva de conhecer e mostrar quem são os cidadãos pinhalenses.
Na sala principal do imóvel 175, alguns objetos das residências que foram visitadas e que pertencem ao morador fotografado são expostos numa tentativa de mostrar a realidade dessas casas e o universo desses moradores. “Esse trajeto de ir ao encontro do perfil do homem da cidade e fotografá-lo sem o conhecer favoreceu o aprendizado forte e intenso para quem está aprendendo a arte fotográfica”, explica Mônica.
Nos outros espaços, como quartos, banheiros, despensa, copa, cozinha, quintal, muros e paredes, foram instalados os trabalhos individuais de cada um dos 25 participantes que investigaram temas que os sensibilizaram e que surgiram durante a experiência dos Encontros de Criação. São mais 200 fotos e ainda vídeos e instalações.
Cristina parabenizou a todos da Cia da Hebe pela iniciativa desse projeto, “que procura resgatar a história de vida das pessoas fotografadas que, durante a visita à exposição, “encontraram-se com elas mesmas”. Para a Presidente da Câmara Municipal, esse tipo de ação artística ajuda a descobrir novos talentos e incentivar a arte e a cultura em Pinhal.

 

  Curta Nossa Pagina

Rua Cap. João Mendes Batista Silva, 176 - Centro - Espírito Santo do Pinhal / SP - CEP: 13.990-000
Fone: (19) 3651-1918
© 2017. Todos os direitos reservados.